Comunicado - Calendário Acadêmico do semestre 2020.1

A Universidade de Pernambuco (UPE) comunica que o calendário acadêmico do semestre 2020.1 está mantido, assim como as atividades acadêmicas de ensino. As aulas práticas presenciais, de alguns cursos de graduação, estão suspensas até 18/03, ou serão readaptadas mediante o formato híbrido adotado pela instituição. Esta decisão baseia-se nos dados recentes sobre a Covid-19 e consequente aumento das taxas de ocupação de leitos nos hospitais do Estado. Após este período estabelecido, realizaremos nova avaliação sobre as atividades presenciais no ensino de graduação.

Esta medida respalda-se em todos os cuidados necessários nos cenários atuais e nos protocolos instituídos pela Universidade e pelo Governo do Estado de Pernambuco.

Permanecemos acompanhando as informações e cenários, bem como os comunicados oficiais sobre a pandemia em todo o estado. 

Leia mais...

"Série Diálogos" da Fcap tratará sobre Gênero, Corpo e Patriarcado

Nesta sábado (06/03), às 10h, será realizado o segundo encontro online da "Série Diálogos Fcap/UPE" com a live: Gênero, Corpo e Patriarcado. O evento é aberto ao público com emissão de certificado.

A mesa redonda tratará de reflexões sobre os avanços e retrocessos dos direitos das mulheres, sobretudo sobre questões de opressão masculina sobre a mulher. Destina-se a questionar políticas conservadoras de dominação. A mediadora será a professora e coordenadora setorial de extensão e cultura da Faculdade de Ciências da Administração, Rebeca Lins.

O encontro online vai contar com a presença da professora de história da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Ana Paula Vosne Martins e a professora de direito da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí), Joice Nielsson.

Leia mais...

Série de podcasts "Ouvindo Biologia" aborda no terceiro episódio avanços da genética

Orientados pela professora e geneticista Elaini Oliveira dos Santos Alves, alunos do curso de Ciências Biológicas do Campus Petrolina da Universidade de Pernambuco (UPE) encontraram no podcast um forma de discutir aspectos da ciência em uma linguagem acessível para todos. No terceiro episódio da série “Ouvindo Biologia”, Dulya Naíra dos Santos Vieira, Handara Luizze Feitosa Leal da Silva, Maria Luiza Reis de Souza e Maria Eduarda de Lima Braz abordam os pensamentos e ideias de Thomas Hunt Morgan, um cientista que revolucionou a área da genética estudando moscas.

A “Sala das Moscas” de Thomas Hunt Morgan teve grande importância para a história da biologia por conseguir esclarecer vários fatos da ciência como herança ligada ao sexo, mapeamento gênico, epistasia e os alelos múltiplosO episódio, que tem duração de 20 minutos, está disponível no Spotify (https://open.spotify.com/episode/5UX8GGIP9U9NJviRqEaVre) e em outros canais listados no http://www.upe.br/podcasts.html.

O primeiro episódio da série aborda a vida e a obra de Gregor Mendel, o biólogo, botânico e monge que descobriu as leis da genética, que mudaram o rumo da biologia. O “Minuto Mendeliano” tem 14m39s e trata dos experimentos de Mendel que até hoje têm impacto na área de genética, biotecnologia e educação. O segundo episódio dura 29 minutos e tem o título “Melhoramentos Genéticos”.

A série integra o programa de extensão universitária Conhecimento Solidário, coordenado pela Pró-reitoria de Extensão e Cultura (Proec).

Estudantes da UPE conquistam estágios na Accenture após treinamento na multinacional

Doze estudantes da Universidade de Pernambuco foram aprovados para um estágio remunerado na Accenture, multinacional de tecnologia da informação com sede no Recife. Eles integravam o grupo de 30 participantes de um programa de formação profissional resultado de uma parceria entre a empresa, a UPE e o Google.

A ação faz parte do Programa de Extensão Tecnológica (PET), criado e gerenciado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco (Secti), que tem o objetivo de promover integrações público-privadas para formação de estudantes universitários nas áreas de STEM+C (Termo em inglês para designar Ciência, Tecnologia, Engenharia, Matemática e Computação).

Dos selecionados pela Accenture, a maioria é de alunos da Escola Politécnica de Pernambuco (Poli/UPE). Dois dos estudantes aprovados são do Campus Garanhuns e um é do Campus Caruaru, reforçando o processo de interiorização dos cursos de tecnologia da universidade.

Na solenidade de assinatura da parceria, realizada em dezembro, o reitor Pedro Falcão já havia destacado a iniciativa pela inserção precoce dos alunos no mercado de trabalho. “Essa é mais uma ação da universidade para fortalecer as parcerias necessárias para dar a melhor formação aos estudantes da UPE”, ressaltou.

Os 30 estudantes que participaram da imersão no ambiente da Accenture, nos meses de janeiro de fevereiro, tiveram 30 horas de encontros virtuais e mais 80 horas de conteúdo online oficial do Google.

O diretor executivo da Accenture Recife, Luiz Fernando Silva, disse que a presença desses alunos da UPE na multinacional vai ajudar na construção de uma formação acadêmica mais voltada para as necessidades do mercado.

Durante o curso, os selecionados mostraram as suas habilidades em programação, língua inglesa e relataram as suas experiências anteriores. “É essencial que as empresas estejam casa vez mais associadas às universidades”, destacou Luiz Fernando.

“Dentro dos ambientes de inovação identificados em Pernambuco, vamos atrelar as ações de formação junto às instituições de ensino superior, estreitando as relações com as empresas, a exemplo da Accenture”, disse o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco, Lucas Ramos, a respeito do Programa de Extensão Tecnológica.

UPE receberá R$ 150 mil de emenda parlamentar do deputado federal Fernando Monteiro

A Universidade de Pernambuco (UPE) vai dispor de R$ 150 mil de uma emenda parlamentar individual encaminhada pelo deputado federal Fernando Monteiro (PP-PE). O parlamentar comunicou a decisão de destinar os recursos para a única instituição pública universitária do estado ao reitor Pedro Falcão. Verbas obtidas através de emendas parlamentares permitem a ampliação das ações da UPE no incremento e compartilhamento da sua produção científica.