UPE divulga 2º remanejamento da seleção de bolsas de permanência 2021

A Universidade de Pernambuco (UPE), através da sua Gerência de Assuntos Estudantis (Gae), divulgou o segundo remanejamento da seleção de Bolsas de Permanência e Desenvolvimento Acadêmico 2021. alunos veteranos e ingressantes do primeiro semestre de 2020.

Os selecionados deverão enviar por e-mail (Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.) a documentação exigida a partir do dia 22 até o dia 23/06. O não envio da documentação desclassificará o candidato automaticamente.

Leia mais...

Curso de extensão do HUOC/UPE promove discussão com profissionais de saúde sobre temática da violência no SUS

Estão abertas, até o dia 30 de julho, as inscrições para a Formação em violência e Saúde Pública. Desafios e enfrentamentos para os profissionais de saúde. O curso integra o projeto de extensão Pode Respirar! Discutindo Promoção da Saúde no SUS/UPE e terá atividades programadas até o início do mês de outubro.

A atividade de extensão gratuita, com carga horária de 40 horas, é destinada a profissionais de saúde, discentes, Residentes, servidores da Universidade de Pernambuco (UPE) e público externo.

O objetivo é ampliar a discussão sobre a temática de violência, para o desenvolvimento de ações educativas junto aos usuários dos serviços vinculados referente ao tema; Incentivar a estruturação do fluxo (rede interna) de atendimento e notificação dos casos de suspeita e/ou confirmação de violências previstas em lei.

O curso ocorrerá às quartas-feiras, no horário das 14 às 18h, em formato online (síncrona). Atenção: as aulas não serão gravadas. Esta formação foi aprovada no Edital PFA/UPE nº 001/2020. A coordenação é da Divisão de Serviço Social do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC). Link de inscrição: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfFvkrr1GPkEg-sB_HlIEyUMaVtBCWU0huJQDH_0s37SjzbPA/viewform.

PROGRAMAÇÃO DO CURSO DE EXTENSÃO:   

04/08/21: Início do Curso - Extensão Universitária no contexto da Saúde Pública: contribuições para o debate

11/08 - Violência e racismo estrutural

18/08 - Violência contra a pessoa Idosa e a atuação do Ministério Público de Pernambuco frente às situações de violências notificáveis

25/08 - Tipificação, notificação de violências e rede de atendimento

01/09 - Apresentação e discussão da atividade dirigida: tipificação, notificação de violências e rede de atendimento

08/09 - Violência contra criança e adolescente: debate contemporâneo

15/09 - Desigualdade de gênero, violências e 13 anos da lei Maria da Penha

22/09 - Violência autoprovocada e rede de atendimento

29/09 - Violência contra a pessoa com deficiência

06/10/21: Violência contra as pessoas LGBTQIA. Término do curso

Pró-Reitoria de Pós-graduação e Pesquisa e Inovação da UPE atualiza informações sobre reconhecimento de diplomas estrangeiros

A Universidade de Pernambuco atualizou as informações a respeito do reconhecimento de diplomas estrangeiros. O serviço é voltado para atender o número crescente de estudantes que buscam fazer seus cursos de pós-graduação stricto sensu no exterior. A UPE mantém cerca de 100 acordos com instituições de ensino de países da América, Europa, África e Ásia.
 
Com o objetivo de dar celeridade, transparência, coerência e previsibilidade aos pedidos, a Pró-Reitoria de Pós-graduação e Pesquisa e Inovação (Propegi/UPE) aderiu à Plataforma Carolina Bori, um sistema informatizado criado pelo Ministério da Educação (SESu e Capes), para gestão e controle de processos de Revalidação e Reconhecimento de diplomas estrangeiros no Brasil.
 
Para maiores informações, acesse o site http://www.upe.br/reconhecimento-de-diplomas-estrangeiros.html. A Propegi/UPE também disponibiliza e-mail (Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.) e telefone (3183-3784) para contato.

Escola Politécnica e Instituto de Inovação Tecnológica da UPE celebram parceria com Instituto de Tecnologia Edson Mororó Moura

A Escola Politécnica (Poli) e o Instituto de Inovação Tecnológica (IIT) da Universidade de Pernambuco (UPE) celebraram um acordo de cooperação técnica com o Instituto de Tecnologia Edson Mororó Moura (ITEMM) para uso compartilhado de seus laboratórios multiusuários no Recife e no município de Belo Jardim.

Professores e alunos da UPE e pesquisadores do ITEMM poderão utilizar equipamentos, estrutura e pessoal para o desenvolvimento de atividades de pesquisa, inovação e extensão tecnológica.

O acordo vai possibilitar um incremento na produção científica e tecnológica das entidades, além da geração de trabalhos técnicos de alto nível nas áreas de Ciência da Computação, Física de Materiais e Engenharias (principalmente nas áreas de controle e automação, elétrica, eletrônica e mecânica).

O uso conjunto dos laboratórios tem ainda como objetivo “promover melhorias na qualidade das pesquisas científicas vinculadas ao ITEMM, ao IIT/UPE e à Poli/UPE e servir como apoio às atividades de ensino como objeto de trabalhos de conclusão de curso, dissertações de mestrado e teses de doutorado”.

“Esse convênio promoverá pesquisa, desenvolvimento e inovação para o nosso estado e para todos os nossos clientes. Fazendo, portanto, o novo para perpetuar o nosso negócio”, ressalta a pesquisadora do ITEMM, Andrea Sarmento.

Fundado há quase 10 anos, o ITEMM é referência nacional como Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT) especializado no desenvolvimento de soluções em armazenamento de energia.

Trata-se de uma instituição sem fins lucrativos, dedicada a projetos de pesquisa, inovação e desenvolvimento de soluções comprometidas com o meio ambiente e a sustentabilidade. Atualmente o Instituto mantém duas unidades, nas cidades de Belo Jardim e Recife.

Para o professor da Poli/UPE Manoel Marinho, o acordo com o ITEMM representa um ganho de excelência para a instituição vinculada à Universidade de Pernambuco que, neste mês de junho, inicia as celebrações de seus 110 anos de história.

“Esse tipo de parceria permite a oportunidade de ampliar o horizonte de áreas de pesquisa científica dos docentes. Além de trazer questões com complexidade teórica, que envolvem a nossa vocação inicial como acadêmicos, os projetos colaborativos em P&D possibilitam a aplicação prática e de impacto tecnológico, exigindo equipes multidisciplinares e uma sinergia diferenciada para criação de tecnologias de alto potencial inovativo, que são protegidas por meio de patentes e programas de computador na área de acumuladores de energia, comprometidas com o meio ambiente e a sustentabilidade”, destaca Manoel Marinho.

Para os alunos, representará uma oportunidade de poder desenvolver seus trabalhos científicos e fazer estágios na área de energia em um ICT que possui como clientes grandes companhias nacionais e multinacionais dos setores automotivo, de fabricação de baterias e de geração e distribuição de energia.

TRABALHO EM CONJUNTO

Antes mesmo da concretização da cooperação, as entidades estão envolvidas em diversas frentes, principalmente na criação de uma solução inovadora para Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (CHESF), juntamente com o Parque Tecnológico Itaipu (PTI). Esse projeto propõe o desenvolvimento de um sistema minigeração de energia solar com armazenamento em baterias para o sistema auxiliar de subestações da Chesf.

Também já existem alunos e ex-alunos da Poli/UPE sendo aproveitados no quadro técnico do ITEMM e funcionários do ITEMM desenvolvendo pesquisas nos cursos de pós-graduação da Poli/UPE, consolidando essa parceria de sucesso.

A Poli/UPE fez parte ainda do corpo de professores da Capacitação de Docentes em Armazenamento de Energia, curso viabilizado por meio da iniciativa Profissionais para Energias do Futuro. A iniciativa integra o projeto Sistemas de Energia do Futuro, uma parceria entre a Cooperação alemã para o desenvolvimento sustentável por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH e o Ministério de Minas e Energia. As aulas da capacitação foram ministradas por pesquisadores do ITEMM.

Programa de Monitoria 2021 da UPE tem inscrições abertas pela Pró-reitoria de Graduação

A Pró-reitoria de Graduação da Universidade de Pernambuco (Prograd/UPE) convida a comunidade acadêmica a apresentar propostas para o Programa de Monitoria 2021 da sua Coordenação de Assuntos Estudantis (CAE).
O edital já está disponível neste link: http://www.upe.br/pfa2/pfa-2021. As inscrições poderão ser feitas no período de 28 de junho a 9 de julho.
 
A seleção de monitores bolsistas e voluntários integra o Programa de Fortalecimento Acadêmico PFA/UPE - 2021.
 
Trata-se de uma atividade didático-pedagógica, vinculada aos cursos de graduação, que proporciona aos alunos o aperfeiçoamento do seu processo de formação e a melhoria da qualidade do ensino.
 
A monitoria é considerada uma atividade de iniciação à docência e aprimora a formação do estudante de graduação na vida acadêmica. Para o professor, contribui no estabelecimento de novas práticas e experiências pedagógicas.
 
O edital contempla duas modalidades: monitoria remunerada e monitoria voluntária.
 
Na Monitoria Remunerada, o monitor receberá uma bolsa do PFA, via Prograd, no valor de R$ 400, com duração de quatro meses, desde que haja liberação de recursos previsto no orçamento para o programa. O monitor bolsista, durante a vigência da bolsa, não poderá receber outra modalidade de bolsa acadêmica oriunda do PFA.
 
Na Monitoria Voluntária, a cada plano o docente poderá inscrever até 5 discentes, sendo que, em caso de contemplação da bolsa, apenas um discente poderá receber a bolsa, e os demais deverão exercê-la de forma voluntária.
Serão contempladas 150 bolsas no valor de R$ 400, desde que haja liberação de recursos financeiros para o programa.
 
O período de vigência da proposta do programa e das bolsas aprovadas pelo edital será de quatro meses, com início em setembro e término em dezembro de 2021, porém as atividades dos monitores precisarão continuar até findar o semestre acadêmico 2021.1.